how to make a website for free

Impressa

R$30,00
  • 70 páginas
  • Colorida
  • Promoção de Pré-Lançamento: Frete Grátis
    Inínicio da entrega previsto para 20/10/2017

Digital

R$5,00
  • 70 Páginas
  • Formato PDF
  • Promoção de Pré-Lançamento: 50% de Desconto
    Inínicio da entrega previsto para 20/10/2017

A Cabala em seus Princípios
Aylton do Amaral

Na Cabala, Deus é o Princípio, o número um, que criou o número dois, os dois criaram o número três, e os três se fizeram um. O um posteriormente criou o número quatro que é o Homem, imagem e semelhança de Deus, portanto o maior ato da criação. Da Cabala podemos conhecer a origem de outras “ciências” ou filosofias, como a numerologia, o Tarot, o Hermetismo e diversas outras. Podemos utilizar a Cabala em tudo, só não podemos distorcer, nem podemos inferir.

Antártida
Yevgeny Golovin

O monoteísmo puro é totalmente inútil, porque a personificação e o nome dão origem a uma sombra ou eco, que sempre pode ser interpretado negativamente. O deus transcendente como um ser não é acessível à razão. Como, então, compreender um mapa único como o início de uma nova era? O Polo Norte é a emanação de primeiro grau fálico no caos dos elementos cósmicos. O polo norte impregna, dá à matéria a origem da formações intermináveis, mais próximas ao polo, organizando as coisas ainda não organizadas.

Do Paradigma Moderno e do Tradicional, e da Linguagem
Álvaro Hauschild 

Segundo Dugin, Guénon é o paradigma da eternidade, em contraste com a temporalidade moderna. Um moderno é incapaz de compreender a amplitude dessa diferença, pois não se trata meramente de atribuir uma imortalidade no tempo para a realidade, de um lado, e uma mortalidade, de outro; a noção paradigmática da eternidade envolve toda uma visão-de-mundo que enxerga nas formas do mundo uma fluidez da qual nada escapa para um “reino da morte

O Sabbath das Bruxas
Fernando Liguori


Homens e mulheres costumam se distribuir em duas categorias: àqueles que têm experiências sexuais oníricas e àqueles que não têm. Todas as pessoas passam a maior parte de sua vida chafurdadas em alguma fantasia sexual secreta intimamente, não envolvendo ninguém conhecido ou o próprio parceiro. Isso é muito comum a todos, pois nada mais é do que um efeito colateral da imaginação, que todos nós possuímos. No entanto, abraçar verdadeiramente sob a luz do dia essas fantasias é algo deveras desconfortável para a grande maioria das pessoas.

Apontamentos sobre a Metafísica do Black Metal
Sérgio Ribeiro Kneipp

Black metal é mais do que música. Mas também é menos do que música. Se por música se entende uma determinada forma de expressão artística que se basta em si mesma, ou, em termos menos reducionistas, cujo valor ou significado depende da relação estabelecida entre o ouvinte, a obra e o contexto (círculo hermenêutico), então black metal não é música. Evidentemente, é trivial dizê-lo, o black metal vale-se da música.

Das Ações Possíves - Parte 1
Milena Tarzia

Não considero adequado, como fazem os ásperos ranzinzas, arbitrariamente separar impulso, ação e discurso, ou ação e reflexão, sob pena de se tornar a ação mera reação (re-ação, repetições de uma mesma atividade ou conduta vazia, e não originalidade ou novidade, ou ação que só se inicia pela indução, condicionada pelo ato inicial que a provocou e que se desdobra em resposta-vingança) ou reprodução (como vimos, fabricar ou produzir bens em nada coincide com o que chamo de ação efetiva; menos ainda o re-produzir, o redobro, caracterizando-se como repetição do resultado final obtido, produto).

Theokrasis: O Horizonte no Tempo

Desde o ocultamento do imperador-filósofo Juliano (que a Glória e a Honra dos Deuses estejam com ele!), muito se passou. Esse “lapso” temporal provoca estranheza em relação ao ressurgimento de grupos que seguem as antigas tradições (ta archaia nomina) na contemporaneidade. Tal atitude, além de ter como fruto a ignorância quanto a muitas outras “clareiras” anteriores – em que os Deuses reapresentaram-se no entremeio desses acontecimentos (o hoje e o ontem) –, resulta na incompreensão a respeito da natureza dos próprios Deuses.    

As Estruturas do Sagrado e o Logos da Grande Mãe Por Alexander Dugin

A Grande Mãe é o corpo do sagrado, sua expressão substancial, onde a psique toca seu ponto mais profundo, mergulhando suavemente na alma agitada. A Grande Mãe é numinosa no momento em que alivia a tensão da vida, e assim o sacramento noturno derrama livre e sem obstáculos. Aqui, o sagrado representa um ponto máximo de relaxamento, absorvendo a agonia extática da morte. Esta é a dissolução na proto-vida, em seu elemento pré
-formado, coincidindo estritamente com o elemento da morte. A santidade arcaica não conhece o dualismo vida / morte, que é conhecido por ser eliminado pelo numismo da Grande Mãe.

Da Arte Onírica
Kayque Girão

Nesse diapasão, independente de como eram tratados pelas diversas correntes de pensamento, imperava o senso comum a todas as vertentes do caráter divinatório dos sonhos e de seu contato com o mundo espiritual. O ato de sonhar acabava se tornando, da forma mais simples concebida no período, o modo pelo qual o ser humano acessava os diversos mundos habitados pelos deuses e almas dos mortos, dada a tênue proximidade entre o plano onírico e a concepção comum de “mundos inferiores” ou “infernos”.

Chessed Le-Avraham
Rabino Avraham Azulai

Sabemos que a providência age desde o dia da criação e agirá até a reparação do mundo. Também é sabido que nenhum fiel deve imaginar que algo, grande ou pequeno, ocorre por acaso, sem a permissão de D'us, tudo está sob a Divina Providência, não sob a supervisão humana, nem mesmo entre as sephirot ou entre os anjos. O conhecedor do bem e do mal trabalha com boa vontade ao punir ao premiar, de acordo com a justiça, sem nada adicionar ou retirar de D'us.

O 10 sobre o 1 – Um ensaio cabalístico sobre a ciências das letras e dos númerosBruno Gerfilli

Em outras palavras, o dedo indicador י agora nos apresenta o caminho da flecha (ש) que nos indica o retorno, o religare com o divino, por este motivo, sempre para cima. Ainda sim podemos fazer mais uma dedução matemática para relacionar a perfeição dos números, e das ciências ocultas exatas que envolvem o estudo da Otz Shn. Vimos que o tríplice י multiplicado por ele mesmo nos resultou em ש ou seja,10x3=30x10=300.

Os Campos Brancos 
Rafael Resende Daher


A metáfora é muito clara, tanto que ocasionou a prisão do diretor pelo regime teocrático iraniano, mas não é uma mensagem dirigida unicamente aos ditadores de turbante negro: é o próprio funcionamento da civilização - enquanto Gurdjieff fazia a metáfora dos homens sob a civilização como máquinas sem alma, aqui o funcionamento autômata e doloroso da existência humana é transformado nas lágrimas que servem para alimentar um velho carcomido.

O Diabo Não é tão Feio como se Pinta
Marcelo Del Debbio

O termo vulgar “bode” é designado pela mesma palavra que se emprega em outras partes para designar um sátiro. A palavra hebraica sa’ir significa propriamente “o peludo” e se aplica tanto ao bode como a qualquer outro sátiro, elemental ou divindade inferior, na mentalidade popular. O termo “levar chifres” como pejorativo veio mais tarde, por conta dos romanos. As rainhas guerreiras celtas possuíam haréns de homens responsáveis por lhe dar prazer enquanto o rei estivesse em batalhas (de maneira análoga aos haréns tão comuns de mulheres).

Shiva - O Maior dos Devotos
AShTarot Cognatus

O Senhor Shiva possui muitos aspectos glorificados por seus devotos em diversas sucessões discipulares (guru-parampara) de mestres e discípulos. Essas sucessões possuem diversos principios filosóficos diferentes e até mesmo divergentes. No entanto, poucos conhecem o Senhor Shiva como sendo o maior dos devotos e guardião do portal nos locais de passatempo do Casal Divino Radha-Krishna.

A Lei do Mago
Humberto Maggi

A mensagem central do sistema mágico-filosófico (alguns diriam religioso) conhecido como Thelema, que vem em parte do "Livro da Lei", e em parte do treinamento mágico que Crowley recebeu na Golden Dawn, é claramente de um caráter reformista , um reformismo radical no qual todas as antigas religiões devem ser abolidas. Também propõe um método religioso na mesma linha proposta por Lutero e outros reformistas, pelo qual cada indivíduo deve abordar os padrões centrais de Thelema no núcleo do "Livro da Lei" por seus próprios esforços, recorrendo ao seu próprio intelecto.

Cuidado: Marxismo!
Avigdor Eskin

E não há nada de novo sob o sol. O sábio Salomão nos advertiu sobre a tentação do comunismo já no primeiro capítulo de seu livro sobre os Provérbios, nos ensinando sobre a proteção ao nosso caminhar, para que não acompanhemos os ladrões, aqueles que oferecem a igualdade e uma só bolsa. Somos testemunhas de como Salomão estava certo.

Endereço
Terceira Travessa da Colmeia, 622. Fazenda Ibiúna, Pindamonhangaba, SP.

Contato
Email: editoradarash@gmail.com
Telefone: +55 12 991409194
WhatsApp: +55 12 991409194